• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Evolução dos biomarcadores da síndrome coronariana aguda

Anne Maryelle Florêncio Silva, Jorge Luiz Pereira de Oliveira, Jocicleide Costa Silva, Emerson Herculano de Souza, José de Souza Soares

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


Taquicardia  é  uma  intensificação  da  frequência  cardíaca,  que  pode  ter  início  nas  câmaras inferiores  do  coração,  os  ventrículos.  Os  ritmos  intensos  dificulta  o  bombeamento  eficiente  do sangue rico em oxigênio para todo o corpo. A taquicardia de QRS largo é indicada com um ritmo cardíaco   superior   a   100bpm   com   duração   superior   a   120ms.   Descrever   e   explorar   a interpretação  do  diagnóstico  de  um  eletrocardiograma,  para  se  obter  um  melhor  resultado  e identificação  de  uma  possível  cardiopatia.  Este  trabalho  é  de  natureza  qualitativa  descritiva, fundamentado  em  revisão  bibliográfica  de  artigos  científicos  relacionados  a  interpretação  de eletrocardiogramas  que  indicam  uma  taquicardia  de  QRS  alargado.  Foram  analisados  artigos publicados  nos  últimos  10  anos  nas  bases  PubMed,  LILACS  e  SCiElo.  Informações  da  história clínica  do  paciente  podem  auxiliar  na  diferenciação  da  origem  da  arritmia.  A  Taquicardia Ventricular  é  a  causa  mais  comum  de  uma  taquicardia  de  QRS  alargado,  corresponde  a  cerca de  80%  da  maioria  dos  casos,  ocasionada  por  um  histórico  de  doença  cardíaca  (enfarte  do miocárdio ou insuficiência cardíaca congestiva) indicando um resultado positivo de 95%. Pouco se  vê  uma  TSV  mostrar-se  como  uma  taquicardia  de  QRS  largo,  pois,  tende  a  se  resolver rapidamente  após  alguns  minutos  (≅35min.).  O  eletrocardiograma  de  12  derivações  é  um notável instrumento que diferencia a origem da taquicardia. Há anos, tem sido propostos critérios para uma eficiente diferenciação de taquicardia de QRS largo. Maior parte dos critérios baseiam-se  na  presença  de  dissociação  AV,  duração,  eixo  e  morfologia  dos  complexos  QRS.  O diagnóstico  preciso  de  taquicardia  de  complexos  largos  ainda  é  um  desafio  apesar  de  vários critérios  serem  estipulados  para  uma  diferenciação  entre  TV  e  TSV.  Novos  métodos,  visando resultados  diretos,  custo-benefício,  um  melhor  aperfeiçoamento  dos  profissionais  que  são designados   a   fazer   a   leitura,   são   uma   grande   marco   para   aprimoramento   em   suas interpretações.

Download