• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Importância da análise de fluxo de curativo em pó para estomas

Juliana Souza Carnaúba, Jéssica Thalita Fernandes Alves da Silva, Ludmila Alvim Gomes PinhoGiacone, Zênia Maciel Lavra, Lívia Cristina Lira de Sá-barreto

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


A construção  de  estomas  é  uma  técnica  cirúrgica  necessária  para  eliminação  de  fluidos  de excreção  de  órgãos  ocos  quando  impossibilitados  de  seu  funcionamento  normal.  O  cuidado  da pele que circunda o estoma é realizado com curativos compostos por hidrocolóides encontrados no comércio em diferentes formas farmacêuticas: filmes de barreira, adesivos, pastas, cremes e pós. Os hidrocolóides apresentam excelente compatibilidade com a pele e membranas mucosas e  cria  ambiente  com  umidade  ótima  para  formação  de  matrizextracelular  e  reepitelização. Entretanto,   os   curativos   hidrocolóides   apresentados   na   forma   em   pó   podem   apresentar características  de  fluxo  que  impactam  não  somente  no  processo  de  manufatura  (manejo, mistura,  envase  e  transporte)  como  também  na  utilização(dispersão  no  ambiente  e  inalação indevida),  sendo  a  avaliação  reológica  ainda  incipiente  para  esse  tipo  de  produto.  Avaliar  as características    de    fluxo    do    curativo    em    pó    (Brava®    Coloplast)    e    do    hidrocolóide, carboximetilcelulose sódica (CMC-Na, Synth), insumo constituinte de vários curativos disponíveis comercialmente  para  o  cuidado  de  estomas.  A  análise  dos  produtos  foi  realizada  no  analisador de  pós  Hosokawa  Powder  Tester  PT-X.  A  caracterização  do  índice  de  fluidez  (flowability)  foi obtida através da pontuação das aferições (triplicata) de ângulo de repouso, ângulo de espátula, compressibilidade  e  coesão.  Enquanto  que  a  determinação  da  capacidade  de  inundação  ou capacidade de se espalhar (floodability) foi alcançada com o somatório dos pontos obtidos comas aferições (triplicata) de ângulo de queda, ângulo de diferença e dispersibilidade. Os produtos avaliados  apresentaram  classificação  “pobre”  para  o  parâmetro  flowability  (capacidade  de  fluir). Enquanto  que  o  parâmetro  floodability  do  curativo  foi  “inundável”  e  da  CMC-Na  foi  “muito inundável”.   O   curativo   em   pó   (Brava®   Coloplast)   e   o   hidrocolóide   (CMC-Na,   Synth) apresentaram  dificuldade  em  fluir  e  facilidade  em  se  espalhar.  Os  resultados  evidenciam  a necessidade  de  melhoramento  tecnológico,  visando  a  redução  de  dificuldades  envolvidas  no processo industrial de obtenção e maior comodidade e facilidade de aplicação do curativo, com escoamento direcionado do envase à ferida, com mínima dispersão no ambiente e sem provocar possível  inalação  pelo  paciente  e/ou  profissionais  de  saúde  envolvidos  no  tratamento.  Em adição,   o   estudo   indicou   que   as   características   de   fluxo   da   CMC-Na   podem   contribuir negativamente  na  classificação  de  fluxo  do  curativo  em  pó  que  contenha  esse  insumo  em  sua composição,  caso  o  processo  produtivo  esteja  isento  de  tecnologia  que  impacte  na  reologia  do produto final. Evidenciando, uma vez mais a necessidade de melhoramento dos produtos

Download