• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Desafios da adesão ao tratamento de tuberculose na atenção primária

Larissa Alves Ferreira, Viviane Correa de Almeida Fernandes, Lívia Rocha de Medeiros, Carla Paulinelli Seba, Paula Lawall

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


Nota-se  que atualmente,  o  Brasil  tem  enfrentado  dificuldades  de  enfrentamento  de  agenda  de doenças infecto parasitárias ao longo dos anos. A adesão ao tratamento da Tuberculose (TB) é uma  dessas  dificuldades,  observada  pela  alta  prevalência  da  doença,  apesar  do  tratamento efetivo.  Torna-se  relevante  a  discussão  sobre  essa  problemática  na  busca  por  soluções  de enfrentamento efetivas. O objetivo desse trabalho é enfatizar o desafio encontrados para adesão ao  tratamento  de  tuberculose  na  Atenção  Primária.  Realizou-se  uma revisão  de  literatura  na Base   de   Dados   Scileo   (Scientific   Electronic   Library   Online)   e   Lilacs,   com   os   seguintes descritores: dificuldades de adesão ao tratamento da TB na Atenção Primária. Foram analisados 18 artigos, no período de 2013 a 2018, selecionando-se 8 artigos e excluídos artigos repetidos e que  não  respondiam  ao  objetivo  desse  trabalho.  A  TB  é  uma  doença  infectocontagiosa provocada  pela  Mycobacterium  tuberculosis,  conhecida  como  bacilo  de  Koch.  Essa  doença possui  diversas  formas  clínicas,  sendo  aforma  pulmonar,  a  mais  frequente.  Indicadores epidemiológicos demonstram que em 2015, no Brasil, foram notificados 63.189 casos novos de TB,  com  abandono  da  terapêutica  de  11,0%.  O  tratamento  da  é  longo,  e  é  notório  que  a  longa duração do mesmo é um dos fatores limitadores da sua continuidade adequada. A dificuldade de adesão   ao   tratamento   envolve   aspectos   sociais,   psíquicos   e   comportamentais.   Falta   de informação,   estigma   da   doença,   uso   de   álcool,   tabaco   e   outras   drogas,   problemas socioeconômicos,  vinculação  da  cura  à  prática  religiosa,  melhora  dos  sintomas  no  início  do tratamento e dificuldades relacionadas ao processo de trabalho dos profissionais de saúde foram os  principais  motivos  relacionados  ao  abandono  do  tratamento.  A  TB  representa  um  grande desafio  para  a  saúde  pública.  Assim,  conhecendo  as  causas  mais  frequentes  de  dificuldade  de adesão ao tratamento, é imprescindível a abordagem através de medidas educativas, tanto para os  usuários,  quanto  aos  profissionais  de  saúde,  promovendo  mudanças  no  acolhimento, humanização,  favorecimento  de  vínculo,  acompanhamento  presente  e  longitudinal  e  oferta  da rede de apoio

Download