• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Importância do farmacêutico na orientação da prescrição médica a idosos de uma unidade de ESFdo municipio de Uruaçu -GO

Thalissa Donegá Alves, Tathiani Donegá Alves,Jaqueline Gleice Aparecida de Freitas

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


Introdução:  Os  idosos  possuem  inúmeras  doenças  crônicas,  fazendo  com  que  sejam  grandes consumidores  de  medicamentos.  Dessa  forma  os  idosos  deverão  receber  orientação  do farmacêutico sobre a prescrição médica para favorecer o uso racional de medicamentos. Assim, é necessário avaliar a prevalência do farmacêutico na orientação da prescrição médica a idosos. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo experimental prospectivo, exploratório, quantitativo com  13  idosos  que  freqüentam  uma  unidade  de  ESF  do  Município  de  Uruaçu -GO.  Foram adotados  os  seguintes  critério  de  inclusão:  pacientes  idosos,  que  apresentam  pelo  menos  uma doença  crônica  não  transmissível  e  fazem  uso  contínuo  de  medicamento.  Como  critérios  de exclusão:  não  aceitar  participar  da  pesquisa  e  não  se  encaixar  nos  termos  de  inclusão.  Os pesquisadores  visitaram  os  idosos  em  seu  domicílio  para  identificar  o  perfil  sociodemográfico  e verificar  se  os  idosos  compreendem  a  prescrição,  se  realizam  a  leitura  da  bula  e  se  buscam  a orientação  do  farmacêuticonas  drogarias.  Este  estudo  foi  aprovado  pelo  comitê  de  ética  em pesquisa com seres humanos sob o nº CAAE: 62563916.2.0000.0037. Resultados: Com relação as  variáveis  sociodemográficas  dos  idosos,  oito  (61,5%)  são  do  sexo  feminino  e  cinco  (38,5%) são do sexo masculino, sendo que 53,8% tem entre 60-69 anos e 46,2% tem entre 70-79 anos. Quanto  à  escolaridade,  dois  (15,4%)  não  são  alfabetizados,  11  (84,6%)  são  alfabetizados. Quando realizou a pergunta ao idoso: O Sr(a) compreende a prescrição médica? Dos 13 idosos, apenas  cinco  (38,46%)  afirmaram  que  compreendiam  a  prescrição.  Em  seguida  perguntou  ao idoso:  O  Sr(a)  lê  a  bula?  Apenas  sete  (53,8%)  realizava  a  leitura  da  bula.  Em  seguida  foi questionado: O Sr (a) procura o farmacêutico para esclarecer a prescrição médica? Apenas três (23,07%)   afirmaram   que   procuram   o   farmacêutico   para   o   esclarecimento   as   dúvidas. Conclusões:  É  necessário  conscientizar  a  população  sobre  a  importância  do  farmacêutico  na orientação da prescrição médica. 

Download