• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

Indicadores de desempenho logístico em farmácia hospitalar: uma revisão da literatura

José de Alsimir Gomes Júnior

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


Os indicadores de performance ou indicadores de qualidade são ferramentas importantes para o gerenciamento  das  instituições,  estes  indicadores  contêm  informações  de  como  os  processos estão   se   desenvolvendo   através   de   informações   métricas   objetivas.   Transmitindo   assim informações   mais   claras   e   compreensivas   sobre   o   processo   e   como   este   está   sendo desempenhado.  Os  indicadores  são  partes  de  ferramentas  para  gestão  de  qualidade,  onde podem  ser  aplicados  principalmente  em  fluxos  onde  temos  entradas  e  saídas  de  produtos  ou informações, componentes ou partes que interagem entre si organizadamente, por exemplo em uma  farmácia  hospitalar  onde  pode  ser  avaliado  esse  fluxo  de  forma  a  ser  calculado  para procurar pontos de melhoria ou desempenho da instituição. Visto a importância dos indicadores de gestão da qualidade este trabalho irá revisar e agrupar os principais indicadores utilizados na parte logística das farmácias hospitalares. Será feito uma revisão da atual literatura pesquisando nos seguintes bancos de dados mais importantes em saúde: lilacs, Scielo, medline, cochrane e web of science. Outras fontes de dados utilizados serão publicações dos conselhos de farmácia, boletins  e  livros  sobre  a  área,  que  são  de  igual  importância  científica,  serão  aceitos  textos  em língua  portuguesa,  inglesa  e  espanhola.No  total  foram  agrupados  23  indicadores  de  diversos estudos,  considerando  as  necessidades  uma  farmácia  hospitalar  temos  que  definir  quais aspectos dessa gestão terão um peso maior no planejamento e um maior impacto nessa gestão. Podemos  dividir  os  indicadores  pesquisados  em  3  camadas,  onde  estão  em  ordem  de criticidade, onde o não acompanhamento ou  desse indicador configura prejuízos financeiros ou riscos  para  o  paciente.  Camada  1:  acurácia  do  estoque,  taxa  de  medicamentos/materiais  em falta,  compras  de  urgência,  valor  de  produtos  perdidos  por  vencimentos;  Camada  2:  índice  de medicamentos  não  padrões  prescritos,  %  de  adesão  a  padronização,  %  de  erro  na  nota  fiscal por fornecedor, taxa de entregas fora do prazo, estoque médio, giro do estoque, qualidade das entregas  e  conformidade  de  atendimento,  número  de  itens  dispensados,  conformidade  de atendimento,  índice  de  devolução  e  %  de  erros  de  dispensação;  Camada  3:  número  de horas/homens  treinados,  treinamentos  técnicos  realizados,  pontualidade,  tempo  médio  de atendimento,  flexibilidade,  tempo  de  inventário,  custo  de  pedido,  custo  de  manutenção  do estoque e retorno sobre o investimento. Pode ser revisado todos os indicadores encontrados em trabalhos  públicos  dos  últimos  anos. O  rastreamento  e  a  gestão  destes  indicadores  é  uma  das grandes  ferramentas  da  qualidade  que  um  gestor  da  parte  de  logística  da  área  hospitalar  pode trabalhar

Download