• We are available for your help 24/7
  • Email: info@isindexing.com, submission@isindexing.com


Paper Details

 Indicadores de risco para o parto prematuro

Espíndola JF, Andrade EGS

Journal Title:Revista de Iniciação Científica e Extensão
Abstract


A   prematuridade  representa  um  dos  maiores  desafios  da  obstetrícia  moderna,  sendo  a  principal  causa  de morbimortalidade neonatal. Apesar dos avanços nas últimas décadas, sua incidência permanece inalterada no Brasil. Além disso, o diagnóstico do trabalho de parto prematuro pode, muitas vezes, ser um desafio: nem todas as pacientes com  contrações  antes  de  37  semanas  irão  evoluir  para  um  parto  prematuro.  A  fim  de  tornar  esse  diagnóstico  mais preciso  e  elucidar  para  os  obstetras  quais  são  as  pacientes  que  realmente  apresentam  um  risco  maior  para prematuridade, muitos autores têm pesquisado marcadores capazes de predizer tal risco. Com o objetivo de diminuir a incidência  dos  partos  prematuros,  atualmente  buscam-se  estratégias  capazes  de  prevenir  o  parto  prematuro.  A presente  pesquisa  discute  os  principais  preceptores  de  risco  e  métodos  de  prevenção.  A  pesquisa  justifica-se  que  a população estudada foi composta por gestantes que tiveram partos prematuros com média de 6,6%, sendo variáveis de estado para estado podendo atingir taxas de até 9% e com tendência a elevação em algumas metrópoles tende-se que  75%  dos  casos  o  parto  prematuro  é  espontâneo.  O  principal  objetivo  é  investigar  os  fatores  biológicos relacionados às intercorrências maternas na gravidez que podem desencadear o trabalho de parto prematuro.Descritores:Prematuridade;Diagnóstico;Prevenção

Download